quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Recebido pela Família Gatos - da Maga


Eu tenho tantos irmãos
Que nem posso contá-los
Na cidade, na montanha,
No campo e na praia
Cada qual com seu trabalho
Com seus sonhos cada qual

Com a esperança adiante
Com as recordações atrás
Eu tenho tantos irmão
que nem posso contá-los
Gente de mão quente
Por causa da amizade
Com um choro para chorar
Com uma reza pra rezar
Com um horizonte aberto
Que sempre esta mais pra lá
E essa força pra buscá-lo
Com tesão e voluntariedade
Quando parece mais longe
É quando se chega mais
Eu tenho tantos irmãos
Que nem consigo contar

E assim seguimos andando
Curtidos de solidão
Nos perdemos pelo mundo
Voltamos a nos encontrar
E assim nos reconhecemos
Por olharmos para longe

Pelas rimas que mordemos
Sementes de imensidão
E assim seguimos andando
Curtidos de solidão

E em nós os nossos mortos
Pra que nada fique pra trás
Eu tenho tantos irmãos
Que nem consigo contar
E uma irmã muito linda
Que se chama liberdade

Atahualpa Yupanqui
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

=^o^=

Meus Tweets