domingo, 23 de agosto de 2009

O Gato Sentado

O gato mede a minha natureza
felino calmo pairando sobre as patas
o seu focinho é o tédio, seus olhos
não me seguem, indiferente
aos meus sapatos
A indiferença o meu orgulho arranha
O mármore onde descansa
está cravado ao gato
nada mexe, talvez espere
que o ar se torne exótico
com as cores de um pássaro
Até seu fôlego está parado
num bigode melancólico.

J T Parreira
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

=^o^=

Meus Tweets