sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Natal mais leve =)

Este Natal foi surpreendentemente o melhor de todos nos últimos anos. Foi aqui na casa da minha mãe, as pessoas estavam mais leves, dando risada, ânimos calmos, até pessoas que estavam sem se falar estavam conversando. O espírito da festa foi leve, o Omar passou um vídeo dos filmes de 20 anos de Natal... muita risada, muita emoção, as pessoas ficaram reparando quanta gente se foi, quanta gente envelheceu e quanta gente melhorou, por incrível que pareça com a passagem do tempo.
Havia umas trinta e cinco pessoas mais ou menos: os Bavaresco (Luiz, Rosa, Marilia, Luigi e Rafaela), os Schneider(Teolide, Luana e o namorado), os Bettin (Tio Astério, tia Caty, Nina, Laone, João Vitor, Juliana, Fer, Lalá e Felipe), os Lorenzini (Tio Cuqui, Mia, Omar, Dudu, Henrique, Jucélia, Carolina, Maurício e Sirlei) e os Maschio (Tio Maschio, Tia Lole, Evandro, Loira, Bruna, Gabi, Renata, marido e bebê). Os nomes em negrito são as irmãs - minha mãe e tias.
O Dudu foi um capítulo a parte, muito querido, adolescente não aborrecente. Abraçando todo mundo, participando do movimento... =)

O Maurício de volta depois duma temporada na Europa... muita coisa para contar mas a essência é a mesma... querido.

Meus pais alegres, conversando, com sorrisos no rosto... o mano querido numa boa! Enfim, tudo muito legal... até Papai Noel apareceu para dar os presentes da Rafaela... hehe! Sem preço, parece que aquele peso dos últimos festejos natalinos sumiram dos meus ombros.
Só me resta desejar que esse clima permaneça, se perpetue e que a minha família amada esteja sempre assim, unida.

...
Hoje a Fer me deu uma cópia do cd nacional e o do internacional que tem as músicas da nossa história, de toda a turma. Tô aqui ouvindo e a primeira que tocou é uma especialíssima dos Titãs e deixo aqui a letra...

Não Vou Lutar

Titãs

Composição: Paulo Miklos e Sérgio Britto

Não vou lutar contra o que eu sinto
Vou me entregar como um soldado cansado e faminto
Não vou lutar contra o que eu sinto
Porque a verdade explode cada vez que eu minto
Não posso mais viver em conflito

Não vou negar o que é tão claro
Vou me entregar em tudo que eu faço, em tudo que eu falo
Não vou negar o que é tão claro
Porque a verdade explode mesmo quando me calo
Não posso mais viver sem estar ao seu lado

Não vou lutar contra o que eu sinto
Não vou lutar contra o que eu sinto...
Porque a verdade explode cada vez que eu minto,
não posso mais viver em conflito
Não vou lutar contra o que eu sinto {Não vou lutar}
Não vou lutar contra o que eu sinto {Não vou lutar}
Não vou lutar contra o que eu sinto {Não vou lutar}

Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. amada:
    fico realizada em saber que teu natal foi especial.
    que bom, depois de um ano confuso, era tudo que você precisava.
    que o Bom Velhinho perpetue esta paz.
    bjs

    ResponderExcluir

=^o^=

Meus Tweets