terça-feira, 9 de março de 2010

So Tired

Sabe quando ao final de um dia, cheia de gripe, suor infinitamente mais denso por causa da "maledeta" supracitada, parecendo que cada metro são quinze quilômetros percorridos, a gente ainda tem que ter força para o terceiro turno, cuidar de casa e tal? Não sei de onde mas as forças surgem.
E assim tem sido, ao longo deste tempo em que sou mãe, provedora, dona-de-casa, guardiã do meu nariz, de um narizinho de sete anos e quatro focinhos felinos.
As caixas de areia, os potes de ração e a água sempre novinha não se fazem e nem se limpam sozinhos.
Tampouco a mochila da Rafaela, o acompanhamento do tema e das leituras, cuidado com o uniforme, a atenção que ela precisa.
O ônus de se ter liberdade, sem ser controlada, é que nessas horas de necessidade, que eu precisava me alojar num quarto ventilado e adormecer até melhorar, não posso.
Pois é... estou muito cansada. Deveras estafada e preciso desacelerar.
Mas acho que assim que a gripe ceder eu ficarei mais animadinha, com gás para as coisas rotineiras e extras.
...
Um adendo: mãe, não te preocupa! Não farei nenhuma besteira!!!! Te amo!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

=^o^=

Meus Tweets