sábado, 10 de julho de 2010

Umas e outras!


Tenho um monte de idéias para posts que renderiam muito, mas quero me deter um pouco na minha paixão literária: as biografias. Hoje acabei num impulso comprando a biografia do Ozzy. A que ele mesmo escreveu. E dentro do cinema, antes da sessão começar, já comecei a ler e a me divertir. O cara é uma comédia. Espero lances muito mais ásperos depois, mas por enquanto rendeu algumas gargalhadas.
Eu gosto de biografias porque elas mostram a pessoa do jeito que ela acha que é. Assim, as biografias escritas pelas próprias pessoas, sabem? É um aprendizado e como bem diz o Ozzy numa nota de rodapé, são as visões dele sobre os fatos de sua vida, quem podem divergir da maneira como outras pessoas viveram as mesmas situações.
O mais instigante é conhecer um pouco do mundo deles. Um mundo inatingível, que a gente, reles mortais, só pode conhecer por filmes ou assim, lendo. E me contento com isso. De forma alguma trocaria minha vida simples e rotineira por aquela loucurada toda.
...
Ainda falando em pessoas, o grupo de teatro que eu faço parte deverá apresentar uma peça no final do mês de outubro sobre o "Saber Ouvir" para a Ouvidoria, num evento estadual das ouvidorias de saúde que acontecerá ali no HC.
Pois bem, depois que o Marcus partiu, ficamos meio acéfalos. Assim, na hora de construir um roteiro, uma peça, não é fácil. Eu faço um pouco da espinha dorsal e os complementos vão sendo encaixados no decorrer dos ensaios. Mas é complicado.
Aqui fica meu apreço e minha consideração a todos os roteiristas que com capricho dedicam suas vidas para que os artistas possam ter segurança no palco.
Enfim, sobre a peça, ainda estou tentando encaixar idéias na minha cabeça, e espero que como foi a primeira desse ano, seja um sucesso!!! =)
É muito bom ver um filho nascer, se desenvolver e arrancar aplausos, mesmo que seja só uma peça de teatro. Para nós é tudo!
...
Eu estive fazendo umas visitas na Ouvidoria da instituição em que trabalho e fiquei abismada com a quantidade e a diversidade de pessoas e problemas que ali aparecem. Não sei como aqueles profissionais que ali trabalham conseguem ficar bem no final de um dia. Raros são os que procuram o setor para agradecerem os serviços prestados.
Tem gente que perdeu documentos, dentadura, roupa. Tem gente que reclama de mau atendimento, de assédio, de descaso. Tem pessoas que vão ali para contar histórias que pouco ou nada tem a ver com o Hospital. Isso sem contar na dezena de emails e telefonemas, sendo que cada um é tratado com atenção e tem uma dedicação especial por parte daquele time de profissionais que quer solucionar todos os problemas.
Eu não reclamo mais do meu trabalho!!!!!
...
Acho que por hoje é isso... falei demais.
Beijocas
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Olá vim retribuir a visita ao meu blog, mas confesso que me encantei por este seu post, quanta riqueza, fala de literatura, biografia, como encarar a vida e a dedicação ao outro. Sabe.. muitas vezes em meio a caminhos perdidos me encontro conversando com desconehcidos que me falam: va a rua, faça voluntariado, verá que voc~e tem problema, mas existem problemas maiores que o seu. E eu sempre respondo, respeito o problmea de cada pessoa assim como elas. Meu problema é maior pra mim, não em comparação ao outro, pois cada um vive as suas circunstãncias, já dizia Ortega y Gasset ( eu sou eu e minhas circunstâncias). Mas seu post me remeteu a outra reflexão, com tantos problemas, falta de dentadura, descaso, rejeição, etc. o que faz com que as pessoas ainda sobrevivam em meio ao caos ( se assim pdoemos dizer), me lembrei de um livro que li, que foi fruto de reportagens, que rendeu uam biografia ( outro tema trabalhado por você, que é a biografia de renato russo, que na verdade foi uma reunição de entrevistas, e numa delas ele fala da motivação de sobreviver, de seguir em frente mesmo com o virus do HIV, e isso ele traduziu numa musica num disco solo italiano dele, LA FORZA DE LA VITA, a força da vida, mesmo em meio ao caos, as flores nascem, as pessoas sorriem, a vida segue, pois existe uma força, a força da vida. vale a pena conferir a tradução e video desta poesia maravilhosa cantada por Renato russo. Bem falo demais, vou ficando por aqui., Parabens pelo blog.

    http://liliangoncalves.blogspot.com

    ResponderExcluir

=^o^=

Meus Tweets